Publicado em: domingo, 04/05/2014

Após gestação complicada Isabel Fillardis comemora primeiro Dia das Mães com Kalel

Após gestação complicada Isabel Fillardis comemora primeiro Dia das Mães com KalelPara Isabel Fillardis ter um filho aos quarenta anos não pareceu ser uma idéia com muitos desafios, e bastou o pedido de uma nova companhia de sua filha de 13anos que a atriz logo se animou para tentar uma nova gestação. Isabel que já tinha dois filhos Analuz e Jamal que nasceu apenas três anos depois ficou adiando a decisão de uma nova gestação durante uma década. Em parte, os cuidados adicionais que foram necessários com Jamal por possuir a Síndrome de West, uma forma grave porém não hereditária de epilepsia, postergaram a idéia de uma nova gestação para o casal.

Tudo aconteceu rapidamente afirma a atriz, um dia sua filha lhe disse que queria mais um irmãozinho já que um dia ela teria que cuidar de seus pais e do irmão mais novo sozinha. Emocionada com a generosidade da filha, Isabel foi conversar com seu marido e logo optaram por tentar novamente. Ela e o seu marido Júlio haviam optado pelo uso do método contraceptivo DIU, e foi no mês de março de 2013 que Isabel resolveu remover o dispositivo, a surpresa veio quando após dois meses em um exame de rotina a atriz recebeu o diagnóstico de que estava com útero curto, que é uma situação em que pouca elasticidade pode gerar o nascimento prematuro de um bebê. A atriz iria desistir de engravidar novamente quando recebeu este diagnóstico já que uma gravidez assim exige cuidados especiais, mas não contava que junto ao diagnóstico viria a notícia de que ela já estava grávida de 6 semanas.

Foi um período difícil, afirma Isabel já que para evitar a perda do bebê foi necessário se submeter a um repouso absoluto durante toda a gravidez. A alimentação também teve de ser controlada para evitar que tanto a mãe quanto o bebê ganhassem peso muito rapidamente o que poderia provocar o aborto.

Isabel afirma que mesmo passando pela dificuldade de cuidar do filho Jamal, que está com dez anos, ela ficou com medo de ter um bebê também com Síndrome de West. Mas ressalta, que se a gravidez acontecesse anos atrás, seu pensamento era de medo. Mas ela tem ciência de que a síndrome que Jamal apresenta não tem base genética.

Para não correr risco de abortar o terceiro filho, Isabel Fillardis passou quase toda a gestação deitada na cama. A atriz ressalta que não foi fácil, mas ela queria muito ter o filho. Isabel conta que só conseguiu porque seguiu todas as recomendações médicas. Ela mesma ressalta que as mulheres que passam pela mesma situação são verdadeiras heroínas.