Publicado em: quarta-feira, 26/02/2014

Após 15 anos, Itália é favorita ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

Após 15 anos, Itália é favorita ao Oscar de Melhor Filme EstrangeiroQuando o assunto é o número de Oscars conquistados na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, ninguém supera os italianos. Desde 1957, quando a categoria foi criada, a Itália já conquistou a estatueta em dez ocasiões, uma a mais do que a França, que aparece na segunda posição. Dentre as produções italianas que já venceram o Oscar estão Cinema Paradiso, Noites de Cabíria e Mediterrâneo.

Contudo, apesar do domínio no ranking, os italianos não conquistam o prêmio há exatos 15 anos. A última vitória do país foi com o filme A Vida é Bela, em 1999. Em 2014, após este longo jejum, os italianos têm a chance de quebrar este tabu com a produção A Grande Beleza, favorita à conquista do prêmio. A cerimônia do Oscar acontece no próximo dia 2 de março.

Prévias

Antes da realização do Oscar, que é a premiação máxima do cinema mundial, acontecem diversas outras cerimônias que são encaradas como uma espécie de termômetro para o prêmio da Academia. Neste quesito, A Grande Beleza amplia ainda mais seu favoritismo: o filme conquistou recentemente o Globo de Ouro, desbancando produções de peso como A Caça, da Dinamarca, e Azul É A Cor Mais Quente, da França.

Para conquistar o Oscar, A Grande Beleza deverá superar as produções Omar (Palestina), The Missing Picture (Camboja), Alabama Monroe (Bélgica) e A Caça (Dinamarca). De todos os adversários de 2014, somente os dinamarqueses já conquistaram o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o que aconteceu em três ocasiões. Vale ressaltar que os filmes feitos no Reino Unido não concorrem nesta categoria, que originalmente é conhecida como “Filme Em Língua Estrangeira”.

Além do Globo de Ouro, A Grande Beleza também foi o grande vencedor do prêmio BAFTA. Até o momento, a produção já venceu 21 prêmios. Curiosamente, a Itália não recebe indicações ao Oscar desde 2006, quando Segredos do Coração foi derrotado por Infância Roubada, da África do Sul.

Sinopse

A Grande Beleza é um filme publicamente inspirado na obra do cineasta italiano Frederico Fellini, único diretor da história a conquistar quatro vezes o Oscar. No filme é contada a história de Jeb Gambardella, interpretado por Toni Servillo. Jeb é um escritor que alcançou grande sucesso com seu primeiro livro, mas acabou sendo esquecido nos anos seguintes.

O filme reúne uma série de características que costumam aparecer em produções vencedoras do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, como a busca pelo amor, a nostalgia e a solidão.

Ranking

Após a Itália, com dez prêmios conquistados, e a França, com nove, a lista segue com Rússia e Espanha (4 prêmios), Dinamarca, Suécia, Holanda, Alemanha e República Tcheca (3 prêmios). Com dois prêmios cada estão Argentina, Áustria e Suíça.

O Brasil não concorre ao prêmio de Oscar de Melhor Filme Estrangeiro desde 1999, com o filme Central do Brasil (que foi derrotado exatamente pela última produção italiana a vencer o prêmio). As outras indicações de filmes brasileiros nesta categoria foram O Pagador de Promessas (1963), O Quatrilho (1996) e O Que é Isso, Companheiro? (1998).