Publicado em: quarta-feira, 11/07/2012

Anvisa suspende venda de suplemento que contém estimulante proibido

Está suspenso desde ontem a divulgação, venda, distribuição e uso do suplemento alimentar Oxielite Pro. Essa medida serve para todo o país e foi imposta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o órgão, esse produto é produzido por uma empresa que não é conhecida e possui uma substância chamada de dimethylamylamine (DMAA) que é um estimulante para auxiliar no emagrecimento e, além disso, ajuda para um maior rendimento atlético.

Substância presente em suplementos faz parte da lista de proscritas

No dia 3 de julho, essa substância passou a ser incluída na lista de substâncias proscritas. Com isso não é possível importar esse tipo de produto. A proibição vale para compras pessoais e por pessoa física também. Além da presença no Oxielite Pro, a susbstância proibida é encontrada também em outros suplementos como, por exemplo, no Jack3D ou no Lipo6 Black. A Anvisa também alerta para os problemas que essa substância podem causar à saúde humana. Além disso, muitos suplementos são comercializados de maneira irregular no país e não há nenhum tipo de avaliação da Anviasa ou de qualquer órgão.

Suplementos possuem alimentos não seguros à saúde

Muitos desses suplementos, segundo a Anvisa, não possuem componentes seguros para serem ingeridos, tais como a presença de estimulantes e hormônios. Além disso, há substâncias que precisariam de acompanhamento médico para serem usadas e estão livremente nos suplementos que podem ser comprados em qualquer estabelecimento. A Anvisa alerta para os problemas que as substâncias presentes nos suplementos podem causar, como por exemplo, danos cardiovasculares e também sérias alterações do sistema nervoso. Há casos em que esses problemas podem levar à morte. A Anvisa critica ainda o apelo publicitário que existe nas propagandas sobre esses produtos influenciando na compra dos mesmos.