Publicado em: segunda-feira, 10/10/2011

Anvisa permite comercialização da sibutramina

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na quinta-feira (6) que a sibutramina, componente químico utilizado para a moderação o apetite, continua com a venda permitida no mercado brasileiro. A decisão foi aprovada pelos integrantes da diretoria, responsável pela criação das regras sobre o controle e comercializada de produtos.

A diretoria da Avisa ainda aprovou a proibição da comercializada de três medicamentos que são utilizados para o controle do apetite, os que utilizam a dietilpropiona, femproporex e mazindol. A medica ainda atende todos as especificações que fazem parte dos últimos relatórios étnicos da agência.

“A sibutramina pode ter perfil de segurança favorável, excluindo os grupos de risco. Com plano adequado de minimização de risco. Há comprovação de perda de peso. E os atos do registro da sibutramina, nesse sentido, são consistentes. É verdade que não temos estudos desenhados sobre o desfecho clínico com relação à morbidade. As divergências residem nesse ponto. Temos uma situação em que a eficácia clínica da sibutramina não está definitivamente respondida pela ciência”, explicou o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano.

Os laboratórios que fazem a fabricação da sibutramina terão o prazo de 60 dias para apresentarem um novo plano de minimização dos fatores de risco. Dessa forma, o componente está a lista de monitoração dos medicamentos com perfil de segurança pelos próximos 12 meses.