Publicado em: sexta-feira, 18/05/2012

Angela Merkel sugere que gregos decidam sobre permanência do país na zona do euro

O Gabinete interino da Grécia anunciou que a chanceler da Alemanha, Anela Merkel, sugeriu que o país faça um referendo sobre sua permanência na zona do euro. O referendo, para a chanceler, deve acontecer no mesmo dia em que serão feitas as eleições no país, que estão marcadas para o dia 17 de junho.

Merkel fez sua sugestão em uma conversa que teve com o presidente da Grécia, Karolos Papoulias. A chanceler afirmou que o referendo é necessário para que se pergunte aos cidadãos do país sobre o que eles acham da permanência ou saída da Grécia da zona do euro. O anúncio foi feito pelo escritório do primeiro-ministro, Panayotis Pikramenos.

Pesquisa de opinião pública

De acordo com uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (18), 88% dos gregos quer que o país continue na zona do euro. Porém, mesmo favoráveis, os cidadãos querem que a União Europeia seja mais flexível com relação as medidas de austeridade. Caso isso não acontece, os gregos afirmam que podem decidir pela antiga moeda, o dracma.

Segundo a pesquisa, 54% dos gregos entrevistados afirmam que o país pode continuar na zona do euro com alguns sacrifícios, porém, se não tiver outro jeito, é melhor retornar ao dracma. 34% das pessoas, no entanto, responderam que o país deve ficar com a moeda única pelo preço que for, e 7% querem que volte a moeda antiga imediatamente.