Publicado em: sexta-feira, 20/02/2015

Anderson Silva fala sobre acusações e nega doping

Depois de um longo período de silêncio, o lutador Anderson Silva se pronunciou sobre o caso de doping que vem sendo divulgado na mídia ao longo das últimas três semanas. Ele se manteve longe dos holofotes e preferiu nem mesmo se defender do processo que está sofrendo, sem discutir o flagra nos testes antidoping que foram realizados próximos da realização do UFC 183. Na madrugada de hoje, Anderson Silva usou seu perfil pessoas no Instagram, que não recebia postagens desde o início da polêmica, para se pronunciar sobre o caso. Ele usou o espaço para negar que tenha feito, conscientemente, uso das substâncias ilícitas.

Diferente das mensagens que já haviam sido divulgadas por seu empresário, que mais tarde foram desmentidas como palavras do próprio lutador, Anderson usou agora sua página oficial no Instagram para conversar com seus fãs, postando textos em português e também em inglês. Ele informou que seu caso vem sendo estudado com base em todos os medicamentos que ele precisou tomar para o tratamento de sua fatura, destacando que está em busca da verdade tanto quanto as pessoas que ficaram surpresas com os resultados divulgados. Anderson Silva fala sobre acusações e nega doping

Ele escreveu que jamais vacilou no que se refere a seus princípios, que sempre defendeu seu país com honra e dignidade, onde quer que fosse o embate. Ele escreveu claramente que nunca usou qualquer substância com o intuito de aumentar sua performance nas lutas disputadas. Ele ainda informou que ama o que faz e que jamais iria colocar em risco toda a carreira que ele levou muitos anos para construir. Anderson Silva também afirmou que seria muito injusta a pressa que muitas pessoas têm tido para condená-lo pelos resultados.

O lutador foi suspenso preventivamente na última terça feira, em uma audiência da Comissão Atlética de Nevada, que regulamenta o esporte. O julgamento dele ainda não tem data certa para acontecer, para avaliar o flagra no teste surpresa feito em 9 de janeiro, dando positivo para dois anabólicos. Já no dia 31 de janeiro, na mesma ocasião em que retornou ao octógono lutando com Nick Diaz, o teste deu positivo para dois ansiolíticos e mais um anabólico. Anderson será defendido nos Estados Unidos, garantindo que vai conseguir salvar a imagem do lutador.