Publicado em: quinta-feira, 15/08/2013

Andadores passarão por certificação do Inmetro

Andadores passarão por certificação do InmetroO Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, mais conhecido pela população como Inmetro, começara a certificar os andadores que forem comercializados em território brasileiro, independente da sua origem, sejam eles nacionais ou importados. Com isso, o instituto quer diminuir a quantidade de acidentes que acontecem em decorrência do uso do equipamento. Assim, os andadores que não tiverem o selo do Inmetro não poderão mais ser vendidos no país.

Para dar o selo de aprovação ou não, os andadores serão avaliados de acordo com as normas que ainda terão que ser desenvolvidas pela Associação de Normas Técnicas, a ABNT. Essas normas serão desenvolvidas baseando-se nas normas que já existem em outros países da Europa e também nos Estados Unidos.

A previsão é de que este regulamento esteja pronto em seis meses. Depois desse período, o regulamento deverá passar por uma consulta pública pelo período de dois meses, e só depois disso, o Inmetro irá publicar a norma definitiva, assim como estipular os prazos para que as empresas e o comércio façam a adequação a elas.

No começo deste mês, o programa de análise de produtos, que tem a orientação do Inmetro, publicou os resultados das análises que foram feitas com os andadores que estão disponíveis no mercado atualmente. Todos os produtos que foram analisados foram reprovados. Ao todo, dez marcas passaram pelos testes, sendo que cinco delas eram nacionais e outras cinco importadas. O Inmetro, no entanto, não divulgou o nome das marcas dos produtos reprovados.

Médicos reprovam o uso de andadores

Já no começo deste ano, a Sociedade Brasileira de Pediatria já tinha se posicionado contra o uso dos andadores. De acordo com os médicos que fazem parte da SBP, além de poderem causar acidentes graves, o uso deste tipo de equipamento pode fazer com que o desenvolvimento psicomotor dos bebês se atrase. O Canadá, por exemplo, é um país aonde a venda dos andadores é proibida.