Publicado em: quarta-feira, 26/06/2013

Ancelotti diz que irá trabalhar para que Kaká volte a ser o melhor jogador possível

Ancelotti diz que irá trabalhar para que Kaká volte a ser o melhor jogador possívelA ida do treinador italiano Carlo Ancelotti para o Real Madrid pode representar uma alteração repentina no futuro do meia brasileiro Kaká. No comando dele enquanto estava no Milan, Kaká chegou ao momento máximo na carreira, especialmente durante a temporada de 2007, em que recebeu o prêmio de melhor do mundo da FIFA. Outra vez junto com o treinador, o meia pode ter mais chances que teve quando Mourinho era treinador, pelo menos foi o que ouviu na primeira entrevista do treinador após assumir o time merengue.

Ancelotti diz que conhece bem Kaká e primeiro quer ver como ele estará através de treinamentos para que venha a decidir sobre a quantidade de minutos que o brasileiro terá em campo, mas diz pensar que Kaká é atleta do Real Madrid e vai trabalhar para que ele seja o melhor atleta possível. Ele disse ainda que não tem outra coisa que possa fazer a não ser dar condições para que ele venha a mostrar o futebol.

Ancelotti se mostrou cauteloso no primeiro encontro junto da imprensa no Estádio Santiago Bernabéu e evitou análises individuais, principalmente sobre atletas com quem irá treinar na primeira vez, como Iker Casillas que foi encostado por Mourinho durante a segunda metade da temporada, e o titular na seleção da Espanha vai precisar mostrar que merece voltar para a meta da equipe sob o comando do italiano.

Ele ainda apontou que o elenco do Real é muito bom e durante os próximos dias irão conversar sobre necessidades para a equipe. Atualmente ele diz que não tem como saber quem gostaria de permanecer e quem está afim de sair da equipe. O italiano disse porém que o time é muito bom e conta com jovens que tem qualidade, desde a base, o que diz ser ótimo.

Ele afirmou que Mourinho era um ótimo treinador para a equipe e diz que respeita bastante, mesmo que o caráter seja diferente do de Ancelotti, porém diz que o respeita. O diretor de relações institucionais Emilio Butragueño do Real Madrid diz que o italiano será apenas treinador da equipe e não manager como José Mourinho era.