Publicado em: sexta-feira, 22/02/2013

Anatel envia proposta para que ocorra digitalização de TVs e expansão do 4G

Anatel envia proposta para que ocorra digitalização de TVs e expansão do 4GO conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) fez a aprovação durante a tarde desta quinta-feira (21) do primeiro texto que aponta as diretrizes do leilão da faixa com 700 MHz, que faz com que seja acelerada a digitalização de canais para TV analógica e abrirá espaço para que a internet 4G possa ser expandida no Brasil.

Agora o texto vai seguir para uma consulta pública, e a discussão vai ficar aberta por um período de 45 dias e deve ocorrer pelo menos uma audiência pública durante este tempo.

Conforme aponta o conselheiro Rodrigo Zerbone, que é o relator deste texto, o regulamento de maneira inicial não apontou qual é o período específico em que esta mudanças deverá acontecer, pois vai ser necessário que ocorra um debate maior com a Presidência da República, a Anatel e o Ministério das Comunicações para que possa ocorre um consenso.

Conforme Zerbone, caso fosse estabelecido um período inicial, poderia ocorre confusões. O prazo deverá fazer parte da versão final deste projeto, depois de um período de que já ocorreu a consulta pública.

Zerbone deu destaque também para o voto de alguns princípios básicos que estão dentro do regulamento que foi encaminhado para a consulta pública, como por exemplo garantia de que não haverá interferência nos serviços de TV e internet além da manutenção sobre a abrangência dos canais que hoje existem e contam com tecnologia analógica.

Entenda o desligamento

O desligamento de canais que tem TV analógica, deve ser iniciado durante o ano de 2015, e está marcado para ocorrer de maneira gradual, Estado após Estado, e deve acabar em 2018. Este desligamento vai significar uma adequação em emissoras que fazem transmissão da programação analógica e vai transformá-las em canais digitais.

Quando a alteração for mesmo concluída, as operadoras da telefonia móvel vão começar a utilizar a faixa de 700MHz, para que ocorra a expansão de internet com 4G, que vai permitir que ocorra velocidade de navegação até dez vezes maior do que o 3G atual.

Mesmo que o calendário definitivo do governo para que essa mudança ocorra não foi ainda fechado, alguns técnicos no Ministério das Comunicações acreditam que São Paulo é o local mais avançado neste processo de digitalização, por isso, deve ser mais simples para que o plano possa ser colocado em prática neste local.