Publicado em: quinta-feira, 13/12/2012

Amsterdã irá proibir que maconha seja consumida em escolas e decisão pode atingir parques da cidade

Amsterdã irá proibir que maconha seja consumida em escolas e decisão pode atingir parques da cidadeA prefeitura da cidade holandesa de Amsterdã vai proibir que o consumo de maconha seja feito em pátios de centros educativos da cidade e este veto pode ser estendido para parques e outros locias, porém o consumo da droga vai continuar sendo permitindo para frequentadores dos populares “coffeeshops”.

O prefeito Eberhard van der Laan anunciou esta medida foi anunciada na quarta-feira (12), e teve bastante comentários da imprensa holandesa. Conforme Van der Laan, as escolas podem pedir que haja intervenção policial e que sejam impostas multas caso seja descoberto que alunos estiveram fazendo uso de maconha em instalações destas escolas.

Conforme aponta o jornal Parool, várias escolas da cidade já tem uma proibição parecida, porém agora isto vai ser regulamentado por uma lei e irá atender a todos os colégios e fora isso pode ser estendido para parques e zonas residenciais. Apesar da maconha ser proibida na Holanda, a política que o país aplica aponta que sejam tolerados a posse e o consumo de poucas quantidades da droga.

Até o momento, as tentativas de fazer a restrição do consumo de substância em colégios era fracassado, pois as autoridades diziam que era impossível fazer a proibição do consumo em alguns locais de um produto que é ilegal. As últimas alterações nesta legislação sobre drogas, porém, permitem que ocorra esta opção que a prefeitura apresentou.

Mesmo com esta proposta, é previsto que coffeeshops que fiquem a uma distância menor a 250 metros dos centros educativos sejam fechados. Outros estabelecimentos que fazem vendas de maconha vão continuar abertos para turistas na cidade de Amsterdã, mesmo com a lei que vai começar a vigorar na Holanda no ano de 2013 que irá limitar a entrada neste tipo de estabelecimento apenas para moradores de cidades holandesas.