Publicado em: terça-feira, 20/03/2012

Amigos de jovem morto na Austrália marcam protesto em redes sociais

Amigos do estudante Roberto Laudisio Curti, de 21 anos, marcaram uma manifestação para o dia 30 de março através das redes sociais. O estudante brasileiro foi morto pela polícia australiana em Sydney na madrugada de domingo (18). O protesto irá acontecer em frente ao Consulado Geral da Austrália, em São Paulo, localizado na Alameda Santos, nos Jardins. Todos os manifestantes deverão deixar pacotes de biscoito na porta do local.

O estudante morreu depois de ser submetido a diversos choques de uma arma paralisante, que é muito usada pela polícia da capital da Austrália. Para convocar as pessoas a participarem do protesto, os amigos de Roberto deixaram a seguinte mensagem na página: “ele não precisava pegar e tão pouco roubar e todos nós sabemos disso”.

Mais de 8,7 mil convidados para o protesto

A convocação segue com a mensagem: “Já que foi morto por um pacote de biscoitos, devolveremos o quanto pudermos de pacotes de biscoitos para este país de 1º mundo que se chama Austrália”. Nesta terça-feira (20), até quase 14h, a manifestação já contava com quase 8,7 mil convidados. O jovem foi morto por ser suspeito de ter roubado um pacote de biscoitos em uma loja de conveniências de Sydney. Os policiais encontraram Roberto em uma rua próxima e o abordaram.

Nesta terça-feira, o Ministério de Relações Exteriores emitiu uma nota sobre o fato. O Ministério afirma que dará todo o suporte para a família do jovem e presta suas condolências. Além disso, a nota oficial diz que o governo brasileiro “reafirma sua confiança de que as autoridades australianas conduzirão as investigações com o rigor necessário”.