Publicado em: quinta-feira, 11/08/2011

Ameaça de ataque ao Facebook teria sido divulgada por ex-integrantes do Anonymous

Com o anúncio liberado pelo YouTube e pelo perfil oficial no Twitter do grupo hacker Anonymous que eles iriam destruir o sistema do Facebook no dia 5 de novembro, o mesmo grupo divulgou que a informação é falsa. De acordo com o anúncio que desmente a intenção de atacar o Facebook, quem divulgou a primeira informação teriam sido ex-integrantes do Anonymous. Os hackers do grupo são os responsáveis por terem invadido os sistemas do PayPal, Visa e Amazon.

A desconfiança com a veracidade da informação que o grupo estaria almejando a rede social de Mark Zuckerberg começou com algumas características que fogem do tradicional meio de comunicação usado pelo grupo. Apesar de ter sido divulgado no Twitter, o perfil usado não faz parte daqueles que normalmente anunciam as ações do grupo. Ao mesmo tempo, o vídeo no YouTube é mais desleixado na produção em comparação com outros postados na rede.

Em uma entrevista ao site Gizmodo, a qual foi concedida por meio de um canal no IRC, um dos integrantes do Anonymous informou que “não temos líderes. Em uma determinada operação. há sempre alguns que concordam e outros que discordam. [O Anonymous] é uma mentalidade, não um grupo.” No caso da suposta operação contra o Facebook, o motivo seria por acreditarem que a rede social fornece informações ao governo.

Além disso, o grupo defende que as opções de privacidade escolhidas pelos usuários não são respeitadas pelo Facebook. Durante o vídeo divulgado no YouTube, o suposto integrante do Anonymous afirma que “o Facebook sabe mais sobre você do que sua própria família.”