Publicado em: terça-feira, 27/09/2011

Alunos retornam as aulas amanhã depois de seis dias da tragédia

Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, em São Caetano retornará as aula amanhã, dia 28 de setembro, seis dias após o menino Davi Mota Nogueira, de 10 anos, atirar na professora e cometer suicídio com um tira na cabeça. Estudantes, funcionários e professores receberão tratamento psicológico para que voltem as aulas mais tranquilos.

A estimativa é que de aproximadamente 35 funcionários e 85 professores fizeram o tratamento no primeiro dia (ontem). O número de estudantes que passaram pela sessão não foi informado. O tratamento acontece na Unidade de Saúde da Criança e do Adolescente, no centro, e na Fundação Anne Sullivan, no Olímpico.

Segundo a direta Márcia Gallo, os profissionais permanecerão na escola por, no mínimo, mais uma semana. Isso porque, na fase inicial, é necessário ver quais pessoas estão mais abaladas com a tragédia e necessitam continuar o tratamento. Márcia afirmou que não houve, ainda, nenhum pedido de transferência, nem por parte dos docentes nem dos alunos.

De acordo com a professora de português da instituição, Mariza Aparecida Gonçalves, os professores estão unidos e em defesa da escola, apesar do sentimento de tristeza. Para o psicólogo Sérgio Mayer, os professores estão muito dispostos para que tudo se estabeleça o mais breve possível e que será disponibilizado um plano para auxiliar aqueles que testemunharam a tragédia.