Publicado em: sábado, 22/02/2014

Alimentos embalados podem trazer danos à saúde

Alimentos embalados podem trazer danos à saúdeA ingestão de alimentos saudáveis não quer dizer que a pessoa está imune a problemas de saúde. O processo de embalagem também pode comprometer e trazer danos futuros, preocupações que foram expressas pela comunidade médica e científica, British Medical Journal.

Os estudiosos afirmam que uma pequena dosagem de produtos utilizados na embalagem dos alimentos pode contaminá-los, comprometendo a integridade física e nutritiva da comida.

O plástico é o principal meio de embalagem dos alimentos, e por ser derivado do petróleo, o material contém substâncias tóxicas que futuramente podem acarretar em danos à saúde. Embora não seja cientificamente comprovado que os componentes químicos presentes nas embalagens podem trazer problemas ao homem, cientistas alertam que o consumo deva ser moderado.

Muitos dos produtos estudados pelos cientistas são regulamentados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas não significa que estejam isentos de serem nocivos aos seres humanos. A recomendação dos pesquisadores britânicos é de que as pessoas consumam menos produtos processados e embalados, e optem por alimentos naturais, pois evitaria a exposição dos alimentos às substâncias tóxicas.

Há poucos estudos relacionados às substâncias presentes no plástico, mas suspeita-se que o formaldeído seja causador do câncer, mas que possui aparato legal para que seja utilizado na fabricação de embalagens plásticas, sobretudo em garrafas com bebidas com gás.

Além do formaldeído, há mais 400 substâncias que também podem trazer algum tipo de doença em longo prazo, mas que infelizmente não são estudadas durante os exames de toxinas nas embalagens.

Os cientistas ressaltam a importância dos estudos e que a população não pode acreditar que está livre das doenças ao ingerir alimentos considerados saudáveis, quando já verdade a forma como são embalados é maléfica à saúde. Além disso, eles alertam que doenças como o câncer, obesidade, depressão, disfunções eréteis e diabetes podem surgir na ingestão de alimentos previamente embalados.