Publicado em: quarta-feira, 04/07/2012

Alemanha – Breno é condenado a três anos e nove meses de prisão

O zagueiro Breno foi condenado a três anos e nove meses de prisão pela Justiça de Munique, na Alemanha. A sentença foi divulgada nesta quarta-feira (04), expedida pela juíza Rozi Datzmann, que considerou o jogador brasileiro culpado pelo incêndio que atingiu a sua casa em setembro do ano passado.

O incêndio causou um prejuízo de R$ 2,3 milhões, ao destruir completamente a casa do jogador. Na ocasião, foi apurado que Breno teria discutido com sua esposa, que deixou a residência antes do fogo iniciar. Ao atender a ocorrência, os bombeiros encontraram Breno com isqueiros e bastante alterado. Uma das possibilidades é que o jogador teria iniciado o incêndio pensando no seguro que poderia beneficiá-lo.

Nesta semana o jornal alemão Bild publicou uma entrevista com o psiquiatra Aachen Henning Saas, que revelou que na época em que ocorreu o incêndio, Breno consumia uma garrafa de uísque por dia. A esposa do jogador ainda teria dito que estava preocupada com o estado de saúde do jogador.

Breno enfrentou uma série de problemas em sua adaptação à Alemanha. O defensor acabou tendo pouquíssimas oportunidades na equipe, além de seguidas contusões, o que fizeram com que ele praticamente não jogou no ano passado. Revelado pelo São Paulo, Breno logo se destacou, quando foi integrado ao time profissional, aos 18 anos, sendo negociado logo em seguida com o clube alemão.

Ao ouvir a sentença, Breno teria aceitado a pena, e bastante emocionado teria pedido desculpas à família, sua esposa e filho, e dito que não irá fugir e cumprir o que a Justiça determinar. Atualmente o zagueiro não tem contrato com nenhuma equipe, já que o vínculo com o Bayern de Munique se encerrou em junho deste ano. No ano passado, após o incêndio, o jogador já havia permanecido preso por 12 dias, até ser liberado após o clube alemão pagar fiança.