Publicado em: sexta-feira, 28/10/2011

Aldo Rebelo confirma mudanças “técnicas” no Ministério do Esporte

O novo ministro do Eporte, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), afirmou em entrevista coletiva na última quinta-feira (27) que vai fazer mudanças “técnicas” na equipe do Ministério, mas que o afastamento dos servidores não significa a “condenação” daqueles que forem substituídos. O Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta sexta-feira (28) a sua nomeação, mas a informação já havia sido confirmada por ele na quinta-feira. A cerimônia de posse do ministro está prevista para a próxima segunda-feira (31).

Sobre as mudanças que devem acontecer no Ministério, Rebelo afirmou “certamente que haverá mudanças, e as competências que lá estão e que tenham correspondido a suas atribuições serão mantidas. Os que serão mudados, serão pelo critério da mudança pessoal, da mudança técnica. A mudança não significa a condenação de ninguém”. O novo ministro também informou que almoçou com o seu predecessor, Orlando Silva, para que ele fosse inteirado sobre os assuntos da pasta.

Com relação ao relacionamento com a FIFA, Rebelo contou que não houve nenhum tipo de orientação especial por parte da presidenta, mas acredita que cada lado tem a sua função e ambos devem seguir com as suas responsabilidades. Rebelo não acredita que terá ressentimentos por ter participado de uma CPI que investigou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) entre os anos de 2000 e 2001.

O novo ministro destacou que é favorável à meia-entrada para os estudantes, mas que vai defender a aprovação da Lei Geral da Copa conforme foi aprovada pelo Executivo. Até o momento só está garantida a meia-entrada a idosos por ser uma lei federal.