Publicado em: quinta-feira, 13/10/2011

Alckmin promete transparência em caso das emendas

O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, declarou que vai dar “transparência absoluta” ao caso das emendas parlamentares, afirmação que vem depois das acusações lançadas pelo deputado estadual Roque Barbiere (PTB) sobre a venda de emendas. O governador prometeu transparência com relação às emendas de 2007 a 2010, que serão publicadas em uma lista. O jornal Estado de S. Paulo teve acesso à lista com antecedência.

Durante uma entrevista na Basílica Nacional de Aparecida (SP), Alckmin afirmou que “em relação aos anos anteriores (a 2011), estamos levantando esses dados e também vão ser colocados na internet. Transparência absoluta”. A bancada do PSDB se prontificou a enviar um ofício à Casa Civil para que sejam divulgadas as informações a respeito das emendas da sigla. Ao mesmo tempo em que garantiu transparência absoluta, Alckmin não informou quando os dados vão ser divulgados. No momento, já são públicas as emendas referentes a 2011 e as de 2010 que ainda precisam ser pagas.

Antes do envio do ofício pela bancada do PSDB, somente a oposição havia se manifestado a favor da publicação das informações referentes às emendas. Com a iniciativa da bancada tucana, Alckmin declarou que não se sente pressionado. Além disso, o governador reforçou a sugestão para que a Assembleia discrimine os valores das emendas do ano seguinte.

A polêmica começou depois que o deputado estadual Barbiere afirmou que a situação das emendas funciona igual a um ‘camelódramo’. O deputado defendeu que ali cada um tem seu preço. Convidado a prestar depoimento perante o Conselho de Ética, Barbiere manteve suas acusações em declaração por escrito.