Publicado em: segunda-feira, 07/05/2012

Al Qaeda divulga vídeo em que sequestrado pede ajuda a Obama

Neste domingo (6), o grupo terrorista Al Qaeda divulgou uma gravação em que um norte-americano, sequestrado em 2011, apela para que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o ajude a viver. No vídeo, Warren Wienstein, de 70 anos, pede que Obama intervenha sobre a sua situação.

O homem afirma que sua vida está nas mãos do presidente norte-americano, e que, caso ele aceite as exigências da rede terrorista, Weinstein continuará vivo. Mas se isso não acontecer, a Al Qaeda irá matá-lo. O norte-americano era diretor de operações da JE Austin Associates, no Paquistão, uma empresa de consultoria que possuía clientes no país.

Sequestro

O norte-americano foi sequestrado pelos terroristas em agosto do ano passado em sua casa em Lahore. A empresa que faz o monitoramento das mensagens dos membros da Al Qaeda, SITE Intelligence Group, afirmou que a gravação foi publicada no domingo em fóruns da rede terrorista na web. O vídeo foi postado pelo porta-voz do grupo, Al-Sahad.

No final de 2011, o grupo terrorista garantiu que o norte-americano seria libertado se os Estados Unidos parassem com os ataques aéreos no Paquistão, Iêmen, Somália e Afeganistão. Além disso, o grupo queria a libertação dos suspeitos de ter relação com o Taleban e a Al Qaeda.