Publicado em: sexta-feira, 15/01/2010

Ajuda começa a chegar ao Haiti

As primeiras levas de ajuda começaram a chegar a Porto Príncipe, capital do Haiti. Devido ao terremoto que abalou o país há três dias, os habitantes do país da América Central estão sem água e alimentos.

Entretanto, devido ao caos que se instaurou no país, a situação no país é tensa, e de acordo com oficiais da ONU (Organização das Nações Unidas), o armazém da entidade foi saqueado na madrugada de sexta-feira.

País mais pobre das Américas, o Haiti sofre com as graves consequências do maior terremoto que registrado nos últimos duzentos anos. O número de mortos pode chegar quase 5º mil pessoas, e segundo relatos, vítimas e corpos estão amontoados nas ruas, esperando ajuda.

O Brasil, que mantém uma força-tarefa de paz no país, registrou até o momento 15 mortos, entre elas a coordenadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns.