Publicado em: sexta-feira, 22/06/2012

Ahmadinejad afirma que nenhum país deve ter armas nucleares

Nesta quinta-feira (21), o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad fez uma declaração moderada e pacífica em uma entrevista coletiva feita em um hotel de São Conrado, no Rio de Janeiro. O presidente iraniano, famoso por discursos polêmicos como eliminar Israel e negar o Holocausto, falou com a imprensa em outro tom. Ahmadinejad afirmou que está muito contente por estar no Brasil participando da Rio+20 (Conferência da ONU para Desenvolvimento Sustentável), e declarou que nenhum país deve possuir armas nucleares.

Após esta declaração, que vindo dele é considerada estrondosa, o presidente iraniano finalizou seu discurso afirmando que há uma distância geográfica entre os países, porém os corações estão perto. As declarações ternas de Ahmadinejah parecem mostrar que o presidente deseja estreitar os laços entre os países.

Declarações

Ahmadinejah disse que esteve na manhã de quinta-feira com autoridades e intelectuais brasileiros, no entanto não disse os detalhes ou o que foi conversado durante o encontro. O presidente iraniano declarou que tanto persas quanto latinos lutam pela igualdade e justiça, acrescentando que a questão nuclear é um dos mais claros sinais de injustiça que existe no mundo.

Ahmadinejah afirmou que assim como as demais energias, a nuclear deve ser acessível para todos os países. Para o presidente iraniano, os países que possuem e até usam este tipo de energia não deixam as demais nações possuírem. Ele disse que esta questão é monopolizada e a comparou as decisões mundiais.