Publicado em: segunda-feira, 05/09/2011

Agência espacial divulga imagens de cratera de Marte onde pode ter havido água

Imagens divulgadas pela Agência Espacial Europeia (ESA) na sexta-feira (02) mostram a descoberta da sonda Mars Express que conseguiu identificar uma cratera no planeta onde pode ter sido preenchida por água, formando um lago, quando o líquido existia fluindo por Marte. O que indica a possibilidade de ter sido um lago no passado é a ocorrência de um delta (foz em forma de leque com vários braços de água e sedimentos) de 65 quilômetros de diâmetro.

A descoberta pode provar que em algum momento o planeta apresentou características bem diferentes daquelas identificas hoje, pois atualmente se configura como um planeta de solo extremamente árido. Caso a cratera seja definitivamente comprovada como um antigo lago, a existência de água em forma líquida passa a ser comprovada. A cratera onde o delta se encontrada é chamada de Eberswalde. A formação da cratera em Marte é explicada com a teoria que um asteróide atingiu o planeta há 3,7 bilhões de anos.

Outra cratera do planeta formada pela mesma causa é a Holden, de 140 quilômetros de diâmetro. As imagens divulgadas pela ESA mostram partes das duas crateras de Marte. Quando a instituição estudava qual seria a cratera para onde enviariam a sonda da operação Mars Exploration Rover, a qual ainda não começou, ambas estavam na lista composta por quatro opções.

Porém, a escolhida foi a cratera Gale, que também apresenta indícios de um dia ter tido água na sua região. O robô da missão espacial deve ser enviado ainda neste ano a Marte para dar início à exploração.