Publicado em: terça-feira, 06/05/2014

Aécio critica declaração de Dilma e diz que ela cria ‘inimigos imaginários’ para ter com quem discutir

Aécio critica declaração de Dilma e diz que ela cria ‘inimigos imaginários’ para ter com quem discutirO pré-candidato do PSDB à Presidência da República, e opositor de Dilma Rousseff, senador Aécio Neves (MG), criticou ontem, segunda-feira (5), uma declaração da presidente Dilma afirmando que é “inadmissível ficar querendo vender a Petrobras ou ficar trocando o nome” da estatal do petróleo. Aécio rebateu em tom irônico, que a chefe do Executivo está criando ‘inimigos imaginários’ para ter algo para discutir.

“Estou vendo a presidente da República quase que como aquelas crianças que criavam amigos imaginários e saíam conversando com eles. A presidente agora está criando inimigo imaginário e começa a brigar com ele”, diz o peemedebista durante um encontro com um grupo de sindicalistas e dirigentes do partido oposicionista Solidariedade, que aconteceu na sede do Sindicato Nacional dos Aposentados, em São Paulo.

Ele ainda completa dizendo que, nos jornais, a presidente está dizendo: ‘não vou deixar que privatizem a Petrobras’. “Meu Deus, quem está falando em privatizar a Petrobras? O que eu quero é reestatizar a Petrobras porque ela foi privatizada pelos interesses escusos de um grupo político que dela se apoderou para fazer negócios”, destaca.

Discurso de Aécio Neves para esse ano

A presidente fez o comentário pertinente a Petrobrás no último final de semana, no lançamento da pedra fundamental de uma fábrica de fertilizantes da própria empresa em Uberaba, no Triangulo Mineiro. Durante o evento, ela também ressaltou o fato da estatal ter um crescimento durante o período em que o Partido Trabalhista (PT) está no poder. Em meio as últimas campanhas de eleições à presidência da república, o PT fez uso de argumentos em que indicava que o PSDB teria a pretensão de privatizar a empresa, entretanto, os tucanos negaram essa afirmação. Nesse ano de eleições, o que o próprio Aécio Neves tem usado em seus discursos da oposição, é o repetido “necessário reestatizar a Petrobrás”. Eles se baseiam nos argumentos de que o partido opositor, loteou a empresa, fazendo a distribuição de cargos internos.