Publicado em: quinta-feira, 29/12/2011

Adriene Cyrillo volta a atrás e diz que disparou na própria mão

O caso envolvendo o atacante Adriano e uma vítima de um disparo na mão teve mais um capítulo na quarta-feira (28). A jovem Adriene Cyrillo mudou sua versão e em depoimento à polícia afirmou que foi ela quem efetuou o disparo que atingiu a sua própria mão.

Adriene participou da reconstituição e acareação, e admitiu que foi ela mesmo quem disparou. A estudante disse em seu primeiro depoimento, quando ainda estava internada, que quem havia atirado teria sido Adriano. Depois, voltou atrás e justificou ter mentido por estar com medo e alcoolizada.

Durante a reconstituição também ficou provado que Adriano não cabia no banco de trás do veículo, o que contestava a primeira versão de Adriene. Ao sair da delegacia onde prestou depoimento, o ‘Imperador’ se disse aliviado e que esperava que o caso tenha chegado ao fim.

Com a confissão, Adriene não corre o risco de ser indiciada por denunciação caluniosa, que poderia render uma pena de dois a oito anos de prisão, e se enquadra no caso de ‘arrependimento eficaz’. A estudante teve de ser submetida a uma operação na mão esquerda, e Adriano, que inicialmente havia concordado em pagar os custos médicos, voltou atrás por entender que estaria sendo vítima de uma armação.