Publicado em: segunda-feira, 26/03/2012

Adriano teria faltado mais de 60 vezes no Corinthians

A saída de Adriano do Corinthians não foi das mais tranquilas. Com problemas disciplinares, o jogador excedeu a tolerância dos dirigentes alvinegros, e agora, o clube revela alguns dos motivos que levaram o centroavante a ser dispensado.

De acordo com um relatório feito pelo clube, Adriano teria cometido um número excessivo de atitudes condenáveis pelos dirigentes. A relação dos excessos cometidos pelo ‘Imperador’ incluem mais de 60 faltas a treinos, além de embriaguez em pleno treinamento.

Um relatório feito pela comissão técnica do Corinthians computou um total de 60 ausências em treinos e algumas oportunidades em que Adriano se apresentou em estado de embriaguez. A lista foi entregue ao departamento jurídico do clube paulista.

Em alguns dos casos, Adriano chegou a ser penalizado pela direção corintiana, com multas descontadas em seu salário, aceitas pelo jogador. O relatório ainda informa que as ausências de Adriano dificilmente eram justificadas pelo atleta, e que em algumas oportunidades, por estar alcoolizado, teve de voltar para casa e não treinou.