Publicado em: domingo, 16/02/2014

Adriano retorna aos gramados após quase dois anos

Adriano retorna aos gramados após quase dois anosA Vila Capanema viveu uma noite especial nesta quinta-feira, 13 de fevereiro. Além da vitória do Atlético-PR em sua estreia na Libertadores de 2014, o estádio também pôde presenciar o retorno do Imperador aos gramados, após quase dois anos sem atuar em uma partida oficial. Adriano ficou em campo por menos de dez minutos, e sequer chegou a finalizar contra a meta adversária. Mas isso não foi necessário. A alegria do atacante e a festa da torcida foram mais do que suficientes para coroar a noite.

Adriano tinha joga\do pela última vez quando ainda atuava pelo Corinthians, na derrota do Timão frente ao Santos, por 1 a 0, pelo Paulistão de 2012. Logo após o jogo, mesmo com pouquíssima participação na partida, Adriano era o centro das atenções. O Imperador reiterou a importância deste dia, agradecendo a todos que se envolveram em sua recuperação.

A partida

O primeiro jogo do Furacão no torneio teve a típica “cara” de Libertadores, com um jogo truncado e com poucas chances de gol. O Atlético-PR apresentava alguma vantagem técnica sobre o adversário boliviano, adotando uma postura um pouco mais ofensiva. Com boas chegadas de Natanael e Sueliton pelas laterais, o Furacão foi, aos pouco, dominando o jogo.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, Sueliton conseguiu acertar o travessão adversário. A pressão foi se tornando insuportável para os visitantes e, aos 24 minutos, Sueliton acertou um belo cruzamento para Paulinho Dias, que mandou para as redes. A partir daí, o jogo foi ficando mais movimentado, mas com menos chances de gol.

Segundo tempo

Para a segunda etapa, ambos os técnicos preferiram não mexer em suas equipes. O jogo se tornou mais lento: o Furacão permanecia boa parte do tempo próximo à área do Strongest, mas não conseguia criar jogadas mais incisivas.

Já com 12 minutos da etapa final, a torcida arriscou seu primeiro coro pedindo por Adriano. Aos 20 minutos, Miguel Ángel Portugal fez as primeiras alterações na equipe, mas Adriano seguiu no banco de reservas. O jogo já beirava o tédio quando, aos 40 minutos do segundo tempo, a torcida atleticana voltou a vibrar: Adriano se aquecia na beira do gramado. Foi Ederson quem deixou o campo para que o Imperador pudesse, finalmente, voltar a jogar. A participação de Adriano no jogo foi mínima, mas encheu os torcedores rubro-negros de esperança.

Adriano ainda está em fase de recuperação da forma física e do ritmo de jogo. A tendência, a partir de agora, é de que Miguel Ángel Portugal vá colocando o Imperador gradativamente nas partidas, até que Adriano tenha condição de jogar por 90 minutos.

Próxima rodada

Na quarta-feira, o Vélez Sarsfield venceu o Universidad Deportes, também por 1 a 0. Agora, Atlético e Vélez dividem a liderança do Grupo 1. A próxima partida do Furacão é exatamente contra o Vélez, na Argentina, no dia 25 de fevereiro. Até lá, é possível que Adriano já tenha muito mais condição de jogo. As partidas entre Vélez e Atlético-PR serão, em tese, as mais difíceis do grupo.