Publicado em: terça-feira, 27/12/2011

Adriano depõe, nega disparo e acusa vítima de má fé

Na última segunda-feira (26) o atacante Adriano, do Corinthians, prestou depoimento no 16º DP do Rio de Janeiro para esclarecer o que de fato aconteceu no acidente em que uma jovem foi ferida na mão com disparo de arma de fogo dentro do seu carro.

No depoimento, Adriano disse que estavam a jovem, ele e mais quatro pessoas dentro do carro quando aconteceu o disparo. Ele estava no banco traseiro e negou que estava manuseando a arma quando o tiro acidental foi dado.

O jogador garantiu que a arma estava no entre o banco do motorista e o console do carro quando a moça pegou e começou a manusear a arma que disparou acidentalmente. O revólver calibre 40 pertence ao segurança do jogador, Júlio César Barros.

Durante o depoimento, Adriano disse que a jovem está agindo de má fé e tentando prejudicá-lo. Ele pensava em arcar com as despesas médicas da moça que terá que ser operada, mas depois das mentiras contadas ele não irá pagar mais nada.