Publicado em: sábado, 24/03/2012

Adolescente morre em protesto de torcedores no Egito

Neste sábado (24), um adolescente de 13 anos morreu atingido por tiros em um conflito entre torcedores do time de futebol Masry e as forças de segurança em Port Said, no Egito. O menino foi atingido com um tiro nas costas e encaminhado para o hospital. No entanto, não aguentou aos ferimentos e faleceu logo após dar entrada na unidade de saúde.

O conflito aconteceu depois que os torcedores do clube Masry marchavam pelas ruas de Port Said. Eles estavam muito irritados por serem suspensos por dois anos pela Federação de Futebol do Egito depois dos conflitos que aconteceram no dia 1º de fevereiro. Neste incidente, que ocorreu na final de uma partida contra o clube Al Agly, 74 pessoas foram mortas.

Dezenas de feridos

Após o conflito, a imprensa do país noticiou que dezenas de pessoas ficaram feridas. Os torcedores do Masry tentaram invadir as instalações do Canal de Suez, que estão resguardados por forças de segurança. Com isso, as forçaram atiravam para o alto, além de jogarem gases na tentativa de afastas os protestantes do lugar.

Com relação ao conflito do mês passado, os promotores ordenaram de 75 pessoas sejam julgadas, até mesmo o chefe de segurança de Port Said, por provocarem o maior desastre dentro de um estádio de futebol egípcio. Devido a negligência no policiamento da partida, a confusão provocou a morte de 74 pessoas que viam a partida. O promotor geral afirmou em um comunicado que os acusados irão responder pelos crimes de homicídio internacional e premeditado.