Publicado em: segunda-feira, 31/10/2011

Adesão total dos palestinos será votada hoje pela Unesco

Nesta segunda-feira, dia 31 de outubro, a agência cultural da Organização das Nações Unidas irá decidir se dá ou não os palestinos o status de membro total da organização. Isto será decidido em uma votação, que possivelmente estimulará a tentativa palestina de ser reconhecida como um Estado diante da ONU.

A Unesco é a primeira tentativa de integração palestina em uma agência da ONU. Isso desde 23 de setembro, quando o presidente do país, Mahmoud Abbas, entrou com uma solicitação para ocupar uma cadeira na Organização. Os Estados Unidos já afirmaram que negarão o pedido palestino. Além disso, se opõem, junto com Israel, para que os palestinos se tornem membros totais da Unesco.

Porém, os palestinos conseguirão fazer parte do órgão se conquistarem o apoio de dois terços dos 193 membros, seja qual for o status deles dentro na ONU. Neste domingo, Riyad al-Malki, ministro de Relações Exteriores da Autoridade Palestina, informou que espera conseguir o apoio de que precisam. Dos 58 membros, 40 votaram a favor de colocarem esta questão em uma votação.

Esta adesão plena será vista pelos palestinos como uma conquista moral. Porém, esta admissão traria a Unesco um preço alto. De acordo com a lei norte-americana, a adesão dos palestinos induziria a um corte nos financiamentos liberados pelos Estados Unidos. A contribuição norte-americana ao órgão representa 22% da verba total.