Publicado em: segunda-feira, 04/06/2012

Acusados de planejar atentado contra jornal são condenados na Dinamarca

Nesta segunda-feira (4), um tribunal na Dinamarca condenou quatro homens que estão sendo acusados de planejarem um atentado contra funcionário de um jornal do país. O tribunal os condenou sob o crime de terrorismo, sendo que eles atacariam os funcionários de uma publicação que divulgou charmes polêmicas relacionadas ao profeta Maomé.

Os acusados de terrorismo são três suecos e um tunisiano, que se dizem inocentes e moram na Suécia. Mesmo com esta afirmação, de acordo com o juiz Katrine Eriksen, o tribunal os condenou. Sahbi Ben Mohamed Zalouti, Omar Abdalla Aboelazm, Munir Awad e Munir Ben Mohmed Dhari não foram condenados por posse de armas.

Ataque

De acordo com a acusação, os quatro homens tinham planejado o assassinado de várias pessoas que trabalham no jornal Jyllands-Posten, em Copenhague. O jornal fez várias publicações, em 2005, que traziam charges do profeta que fundou o islamismo. Isso causou uma série de protestos em vários lugares do mundo. A sentença dos acusados deve será divulgada em breve, e eles podem pegar até 16 anos na cadeia.