Publicado em: quinta-feira, 13/10/2011

Acusado de tentativa de explosão a um avião nos EUA se declara culpado

Nesta quarta-feira, o nigeriano Umar Farouk Abdlmutallab, de 24 anos, confessou que pretendia explodir um avião nos Estados Unidos com ums bomba nas calças. Ele se declarou culpado das oito acusações contra ele, inclusive terrorismo.

Abdlmutallab teve graves queimaduras quando o dispositivo explosivo falhou, de acordo com os promotores. O nigeriano estava, em dezembro de 2009, no avião da companhia North Airlines, que saiu de Amsterdã com destino a Detroit, com aproximadamente 300 pessoas a bordo. Ele afirma que o dispositivo era “uma arma abençoada para salvar as vidas de muçulmanos inocentes”.

Na declaração, ele ainda afirma que “Os Estados Unidos devem ser alertados que, se continuarem a matar e apoiar aqueles que matam muçulmanos inocentes, devem esperar uma grande calamidade… ou Deus os atingirá diretamente”. Abdlmutallab terá sua sentença no dia 12 de janeiro do próximo ano. Porém, Johnny Dymond, correspondente da BBC em Washington, disse que é muito claro que o nigeriano receberá prisão perpétua.

Abdlmutallab já tinha sido ligado pelas autoridades norte-americanas ao radical Anwar al-Awlaki, que foi morto em outubro. O nigeriano teria se encontrado com o radical quando foi ao Iêmen antes da tentativa de explodir o avião. Os Estados Unidos já o tinham na lista de pessoas vigiadas, porém Abdlmutallab não estava presente na lista daqueles proibidos de viajarem em aviões.