Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Acusado de 77 mortes, atirador da Noruega se declara inocente em julgamento

Nesta segunda-feira (16), teve início o julgamento de Anders Behring Breivik, o extremista de direita que matou 77 pessoas em julho de 2011 na Noruega. Durante o julgamento, Breivik afirmou ser inocente das acusações, mesmo já tendo admitido que foi o autor dos crimes. Ele afirmou que cometeu os assassinatos, mas que não vê sua culpa, sendo que, de acordo com ele, atuou em “legítima defesa”.

A juíza do caso, Wenche Elizabeth Arntzen, começou as deliberações depois que o acusado entrou na sala. Breivik cumprimentou os que estavam no local com seu punho direito fechado. Este cumprimento é uma saudação da extrema-direita. O acusado ainda disse à corte que não conhece sua autoridade para poder julgá-lo.

Julgamento

O promotor Svein Holden apresentou imagens exclusivas capturadas pela vigilância. Nas imagens aparece a explosão provocada por Breivik na cidade de Oslo, onde é possível ver, segundo a matéria do UOL, as pessoas caminharem próximas à caminhonete no momento em que ela explode. O crime aconteceu próximo à sede do governo.

A corte não tem qualquer dúvida de que Breivik seja o autor dos crimes, no entanto, a questão agora está relacionada à saúde mental do acusado, que irá determinar onde ele irá cumprir a pena, na prisão ou num hospital psiquiátrico. Segundo o UOL, em 2011 dois psiquiatras atestaram que Breivik sofre de “esquizofrenia paranóide”. Esta é a primeira etapa do julgamento, que deve acontecer nas próximas dez semanas. O pronunciamento do acusado ainda não tem data para acontecer.