Publicado em: quarta-feira, 23/05/2012

Ações do Facebook caem 11% no segundo dia

Na manhã de ontem, segunda feira (21), as ações do Facebook indicaram uma queda no início das operações da Nasdaq, a bolsa de valores de tecnologia. Os papéis já apresentavam uma desvalorização atingindo 11%.

No segundo dia de atividade, os papeis estavam sendo vendidos pelo valor de US$ 33,75. Diante do enorme volume de papeis ofertados no mercado, os investidores estão cautelosos, ainda mais se considerado os grandes desafios gerados à empresa pelo setor. A queda de 11% esta baseada no valor de estréia das ações na bolsa, que estavam sendo vendidas US$ 38, transformando a rede social na empresa com a segunda maior captação em uma abertura em bolsa.

O analista Michael Pachter declarou a imprensa acreditar que os investidores estavam convencidos de que o Facebook ofereceu muitos títulos, diminuindo o nível de risco. No total, estão sendo ofertadas 421 milhões de ações, alcançando no mercado o valor de US$ 104 bilhões.

Análises

Analistas econômicos que acompanharam a estréia da rede social da Nasdaq, afirmaram ter sido decepcionante o desempenho da empresa nos primeiros dias. A estréia foi marcada por ter atingido a segunda maior captação em abertura de bolsa em toda a história americana. As ações estavam sendo vendidas pelo valor máximo previsto, de US$ 38.

Analistas mais otimistas esperavam que as ações alcançassem o valor de US$ 90 já nos primeiros dias. Entretanto, alguns mais ponderados esperavam que a valorização atingiram no máximo 40%. O desempenho acabou sendo abaixo das expectativas, depois de ter encerrado o primeiro dia, na segunda feira a queda foi de 11%.

O que se especula é que os investidores mais cautelosos tenham sido afastados pela estratégia de iniciar a comercialização de ações com o valor máximo. Mas ainda acredita-se que a rede aumentará a arrecadação a longo prazo.