Publicado em: quinta-feira, 21/08/2014

Abdelmassih ficará 10 dias isolado no presídio de Tremembé

Abdelmassih ficará 10 dias isolado no presídio de TremembéRoger Abdelmassih, o ex-médico brasileiro, foi preso no início desta semana no Paraguai, depois de ter conseguido passar três anos foragido vivendo fora do país. Agora, ele deve passar ao menos dez dias em uma cela na P2 de Tremembé, interior de São Paulo, na penitenciária Doutor José Augusto Salgado. Ele chegou a ficar preso neste mesmo presídio no ano de 2009, mas apenas por alguns meses. O ex-médico chegou ao local por volta das 19 horas da última quarta feira, dia 20 de agosto, sendo necessário passar ainda por alguns dias em um processo de adaptação. Durante o período de isolamento, o comportamento do detento é analisado pela direção do presídio, sem direito a receber visitas pessoas, apenas do advogado. Abdelmassih hoje está com 70 anos e deve ainda passar por uma avaliação médica.

Será somente depois deste período de isolamento é que o ex-médico irá ser integrado ao convívio com os outros mais de 450 presos do presídio. No mesmo local estão detentos como Alexandre Nardoni, acusado pelo assassinato da filha e também Lindember Alves, acusado pela morte da namorada. Abdelmassih estava foragido há três anos e foi encontrado pela polícia na capital do Paraguai, Assunção. A ação foi realizada por agente ligados à Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, contando com o apoio da Polícia Federal do Brasil.

Abdelmassih era considerado um dos médicos especialistas em reprodução humana no país e passou a ser considerado um dos criminosos mais procurados pela polícia do Estado de São Paulo, após sua condenação e fuga. Assim que desembarcou em São Paulo, Abdelmassih foi recebido com muitas vaias e gritos de revolta das vítimas de violência sexual. Uma das mulheres chegou a tentar furar o cerco da polícia para agredir o ex-médico. Muitas vítimas e curiosos aguardavam a chegada dele na delegacia de Congonhas, e um cordão de isolamento chegou a ser montada para garantir um corredor livre para a passagem do foragido.

Abdelmassih também chegou a ser hostilizado na saída do local, após os exames de corpo de delito.