Publicado em: quinta-feira, 16/05/2013

A impressora 3D – Saiba mais sobre essa nova tecnologia

impressora 3D As dinâmicas impressoras 3D podem imprimir objetos plásticas como, roupas, utensílios domésticos, próteses faciais e armas de fogo. Ou seja, o equipamento é mais uma tecnologia que serve para o bem e para o mal e é a nova aposta da tecnologia. Estas máquinas hoje são mais compactas e até baratas o que permite que elas sejam um objeto de uso doméstico para criar objetos tridimensionais de plástico.

No Brasil, duas empresas fabricam impressoras 3D 100% composta por peças nacionais, mas apesar da disponibilidade os maiores clientes ainda são as empresas, universidades e designers. O professor de artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Lindsley Daibert, adquiriu uma impressora 3D este ano com o objetivo principal de produzir esculturas, porem acabou encontrando outras formas de aproveitar a máquina.

Para o professor a impressora possibilita a criação de peças únicas com formas específicas. Antes ele fazia seus modelos em esculturas de argila, madeira ou até metal. Daibert tamb~em aproveitou do objeto para elaborar projetos e pesquisas para somar conhecidos na universidade.

A empresa Cliever é uma fabricante de impressoras 3D no Brasil, seu proprietário é o gaúcho Rodrigo Krug. Ele fundou a empresa há um ano e os preços de suas vende impressoras são de R$ 4.650. A ideia de produzir o equipamento foi de aproveitar o mercado, pois ele sabia que os brasileiros comprariam o produto importado. Ele queria tornar a impressora acessível a empresas brasileiras. Sua empresa é incubada na PUC do Rio Grande do Sul RS. A Cliever já vendeu 50 impressoras e trabalha agora para atender a encomenda de mais 62 unidades.

Filipe Moura é o co-fundador da outra empresa brasileira que fabrica o equipamento, a Metamáquina. O diferencial deles em seus equipamentos é que a impressora deles é capaz de customizar peças e a matéria-prima não é cara, de acordo com ele, um quilo de filamento dá para fazer 400 peças de xadrez. O preço de um quilo do filamento é de 130 reais.