Publicado em: quarta-feira, 28/03/2012

57% da classe C pretendem comprar um imóvel nos próximos dois anos

Um levantamento feito pelo Instituto Data Popular mostrou que 11 milhões de famílias querem casa própria e devem fazer a aquisição dentro de dois anos. Essas famílias ingressaram para a nova classe média brasileira e querem adquirir um imóvel próprio. Esses dados foram divulgados ontem pelo Instituto, pois fazem parte de um estudo sobre a relação da classe média com o mercado de construção. Cerca de 57,6% das pessoas que integram a classe C pretendem realizar o sonho da casa própria em breve.

Os dados de aquisições são, inclusive, mais elevados que das classes A e B. Aqui apenas 15,2% das pessoas pretendem comprar um imóvel. Nas classes D e E esse número chega a 27,2%. No total, a pesquisa concluiu que 19,2 milhões de famílias, de todas as classes sociais, querem adquirir uma casa ou apartamento nos próximos anos.

Mercado deve mudar conforme a demanda

Segundo o sócio diretor do Instituto, Renato Meirelles, mais da metade da classe média pretende comprar ou mesmo reformar um imóvel. Isso significa um aumento do desenvolvimento desse setor nos próximos anos para acompanhar a demanda. Além disso, o mercado se orientará de acordo com o perfil desse cliente. Isso mostra a necessidade do mercado de seguir mudando juntamente com a classe que mais cresceu no país nos últimos anos.

No caso das aquisições que já foram feitas a pesquisa observou que na classe média, 70,8% dos imóveis já foram totalmente pagos. Nas classes A e B esse valor é de 73,7% e 73,1%, nesta ordem. Nas classes mais inferiores, D e E, esse percentual é de 69,5% e 73,7%.

Pesquisa mostra tipo de imóvel comprado em cada classe social

Nas classes A e B, as casas têm a fatia de 66,5% do total de imóveis. Na classe média esse número é de 92,1% e nas classes D e E esse número chega a 97,4%. No caso de apartamentos a maioria deles pertence às classes A e B (33,4%).