Publicado em: segunda-feira, 16/04/2012

340 cidades baianas são selecionadas no programa ‘Minha Casa, Minha Vida 2’

A Bahia contará com 340 municípios contemplados com o programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Trata-se de cidades em que há menos de 50 mil habitantes. O programa pretende, nesta edição, construir 14.710 unidades no estado da Bahia. Cada cidade escolhida receberá em torno de 40 ou 50 unidades habitacionais.

Os municípios que desejavam participar do programa enviaram projetos justificando a necessidade de auxílio por parte do governo federal. De acordo com o Ministério das Cidades, o nível de pobreza de cada localidade foi o ponto de partida para a definição das cidades contempladas. No caso do estado da Bahia, 29% das 340 cidades estão abaixo da linha da pobreza. São 99 municípios em que a renda mensal de 30% da população não passa de R$ 70 mensais.

Etapa do programa atende famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil

O objetivo dessa etapa do programa também é atender somente a população mais carente que tem uma renda inferior a R$ 1,6 mil por mês. Cada moradia construída terá um subsídio de R$ 25 mil por parte do governo federal. Depois de lançados os municípios, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur) já iniciou os procedimentos para a execução das obras. Além disso, de acordo com Adélia Andrade, assessora de Relações Institucionais da Sedur, o governo do Estado vai financiar 4.500 unidades habitacionais em 104 dos 340 municípios escolhidos.

A seleção das famílias que ocuparão essas casas oferecidas pelo governo federal será feita pela prefeitura de cada cidade. Depois de eleitas as famílias, o governo de cada cidade enviará os dados cadastrais para o Estado que encaminhará os documentos para o cadastro nacional. Assim será analisado se não há nenhuma denúncia ou se o indivíduo já recebeu este auxílio do governo em outra ocasião. A previsão é que as obras comecem em junho desde ano.